Conexão à Força Cósmica - Nível I

Meditação – Introdução Nível I

Encontre um momento e lugar tranquilo onde você pode meditar sem interferências. Todo o resto pode e deve esperar agora.

Você está se dando agora tempo completamente sozinho, para se conectar à única energia cósmica e com seu CBEM, a sua dupla.

Nos ajustamos em uma determinada frequência. Nesta frequência acontece uma forma de conexão e ela pode alterar os nossos estados de consciência. Nós nos dirigimos à nossa dupla e à força todo-abrangente. Quem continuar batendo na porta, será atendido em algum momento.

•    tirar os óculos

•    sentar de forma confortável e ereta

•    os pés estão completamente no chão

•    as palmas das mãos descansam sobre as coxas

A ordem interna:

Agora estou meditando. Esta é uma declaração de vontade para si mesmo.
"Estou aqui para me conectar a esta única força todo-abrangente com a minha consciência”.

Sorria, olhar desfocado.

O olhar desfocado sincroniza os hemisférios cerebrais e abre o olhar para o infinito.

Nós nos retiramos do mundo material. Os olhos estão ligeiramente abertos e não se fecham. Os olhos estão desfocados. Não há mais piscar de olhos. Assim os músculos dos olhos e as pálpebras podem se relaxar.  Não vemos nada ou ninguém de forma exata, e mesmo assim vemos tudo. Os olhos permanecem ligeiramente abertos.

Expanda as respirações ao máximo. Observe que a inspiração e a expiração tenham a mesma duração. É uma respiração fluida - sem pressão ou esforço. É uma respiração silenciosa, tão silencioso quanto a nossa respiração normal. Respire completamente no ritmo até que o relaxamento e a liberdade de pensamento ocorrerem.

Perceba...se existe alguma distração, dizemos: Sim! Se mesmo assim surgirem mais pensamentos, nos redirecionamos de novo para a força única todo-abrangente - sem hostilizar estes pensamentos ou querer afasta-los.

Com cada respiração reconecte-se com este plano. Não se force para meditar, mas esforce-se para a respiração e observe-a. A meditação precisa se dar por si mesma em sintonia com as respirações.

Quando sentirmos algo dentro do corpo, p.ex. uma dor, nós o percebemos e simplesmente dizemos "Obrigado pelo informação". Respire com o olhar suave.

Somente quando não percebemos mais nada em nossa volta, os olhos se fecham.

Agora a respiração é superficial. O corpo está dormindo e o nosso interior está completamente desperto. Nós continuamos a sentir a respiração dentro do nariz ou na região peitoral ou pelo movimento da barriga.

Duração da meditação:

Ajuste o relógio interno antes da meditação. Tudo que durar mais de 30 minutos não é meditação, mas sono. Se algo deve realmente mudar na vida, então medite 3 a 4 vezes ao dia durante 40 dias. Aprenda a se disciplinar internamente.

Se não houver meditação em um dia inteiro, então recomece no dia 1 e continue.

Pratique a respiração tanto tempo até que ela se torne algo natural para você.

Esta forma de respiração pode ser aplicada antes ou durante conversas importantes, p.ex. em situações que parecem difíceis ou sem solução.

Pratique a respiração e faça experiências pessoais.

Tudo isto não é nenhuma promessa, mas uma possibilidade e uma oferta para ser cocriador da própria vida.
Sophie Hellinger